09/10/2007

Eu tento.


E quando bate a saudade,
que nem tempestade em dia de sol.
E quando dói de verdade,
que nem você sabe o tamanho da dor.

Ah! Meu amor, não se sabe,
nem tempo, nem hora que ela vai chegar.
A dor que nem tempestade,
que chega as vezes sem nem perguntar.

Tudo que me parece,
é que essa loucura não vai acabar.
Nessa de tanta saudade,
as tantas verdades ficam sem lar.

Um comentário:

rhuann kiev disse...

Otimo, não sei nem o que dizer.